quinta-feira, 24 de maio de 2012

Diferença Entre Urgência e Emergência



São dois conceitos de suma importância para a decisão de prioridades de atendimento em serviços de pronto-socorro.


EMERGÊNCIA: ocorrência ou situação perigosa, de aparecimento súbito e imprevisto, necessitando de imediata solução.


URGÊNCIA: ocorrência ou situação perigosa, de aparecimento rápido, mas não necessariamente imprevisto e súbito, necessitando de solução em curto prazo.

A diferença entre emergência e urgência reside em dois pontos:

1 - na primeira o aparecimento é súbito e imprevisto, na segunda não;

2 - a primeira exige solução imediata; a segunda, em curto prazo, havendo apenas premência ou insistência de solução. Ambas têm em comum a periculosidade.


Na área médica, as definições seriam:

EMERGÊNCIA MÉDICA: quadro grave, clínico ou cirúrgico ou misto, de aparecimento ou agravamento súbito e imprevisto, causando risco de vida ou grande sofrimento ao paciente e necessitando de solução imediata, a fim de evitar mal irreversível ou morte.

URGÊNCIA MÉDICA: quadro grave, clínico ou cirúrgico ou misto, de aparecimento ou agravamento rápido, mas não necessariamente imprevisto e súbito, podendo causar risco de vida ou grande sofrimento para o paciente, necessitando de tratamento em curto prazo, a fim de evitar mal irreversível ou morte.


Ambos termos têm em comum serem quadros nosológicos graves, se não tratados, podem causar mal irreversível ou morte. Diferem: a emergência o aparecimento ou agravamento é súbito e imprevisto, necessitando de solução imediata - é um estado de agudeza; a urgência o aparecimento é rápido, mas não é súbito e imprevisto e a solução pode ser em curto prazo - é um estado de semi-agudeza.


Exemplos:

Parada cardiorespiratória e hemorragias são sempre emergências;

Fratura, dependendo do comprometimento pode ser urgência;

Entorses e luxações são geralmente urgências;

Na rotina pré-hospitalar as ocorrências são consideradas emergências.


A importância da distinção entre estes dois conceitos está na necessidade de termos bases definidas para estabelecermos as prioridades nos atendimentos nas constantes situações críticas em prontos-socorros. Essa distinção é importante para se estabelecer a diferença entre "Plantão" e "sobreaviso". O estabelecimento que estiver sujeito a receber casos de "emergência" terá que ter equipe de plantão. Os outros, pode ter a equipe de "sobreaviso" em casa. Em alguns casos, pode não ser uma equipe, apenas um ou alguns especialistas.

Um comentário:

  1. Muito esclarecedor seu artigo. Já tinha ouvido falar das diferenças mas aqui você diz quais e ainda dá exemplos. Obrigada por compartilhar esta preciosa informação.

    ResponderExcluir